A Transparência Internacional está no Brasil com uma equipe de profissionais brasileiros que atua em colaboração com o Secretariado em Berlim e os demais países onde a organização está presente. Desde 2016, a organização possui no Brasil uma estrutura própria formada por uma equipe executiva e um Conselho Deliberativo.

Equipe Executiva

Ana Luiza Aranha

Ana Luiza é bacharel e licenciada em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), doutora e mestre em Ciência Política pela mesma Universidade, e certificada em Gestão de Projetos pela Universidade da Colúmbia Britânica (Canadá). É consultora do Centro de Conhecimento Anticorrupção.

Benedito Sverberi

Benedito é formado em jornalismo pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo, com MBA em Comunicação, Finanças e Relações com Investidores pela Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras, e especialização em gestão e marketing pela Escola Superior de Propaganda e Marketing. É consultor de comunicação da TI.

Bruno Brandão

Bruno Brandão é economista pela Universidade Federal de Minas Gerais e mestre em Gestão Pública pela Universidade de York e em Relações Internacionais pelo Instituto Barcelona de Estudos Internacionais. Atua na Transparência internacional desde 2010, com experiência na Alemanha, México e, desde 2016, Brasil. É diretor-executivo da TI Brasil.

Claudia Sanen

Claudia é socióloga formada pela Universidade de Hamburgo (Alemanha), com ênfase em sociologia organizacional, boa governança e transformação política. É consultora do Programa de Integridade em Mercados Emergentes.

Fabiano Angélico

Fabiano é bacharel em comunicação social pela Universidade Federal de Minas Gerais e mestre em administração pública pela Fundação Getulio Vargas, com pós-graduação em transparência e anticorrupção sob perspectiva dos direitos humanos no Centro de Direitos Humanos da Universidade do Chile. É consultor sênior do Centro de Conhecimento Anticorrupção.

Filipe Páscoa

Filipe tem um MBA em Business Intelligence e atualmente está cursando um mestrado em Sistemas de Negócios e Informação na Universidade de Lisboa. Passou os últimos 15 anos trabalhando nos campos de mobilização pública e desenvolvimento de fundos para organizações como Anistia Internacional, SOS Children’s Villages, Comitê Internacional da Cruz Vermelha e Greenpeace. É consultor da TI.

Guilherme Donega

Guilherme se formou em direito na Universidade Presbiteriana Mackenzie, tem especialização em Compliance pela Fordham University, em Direito Tributário pelo Insper e em Políticas Públicas pela Escola de Governo. Foi gerente sênior de Compliance para a General Electric na América Latina. É consultor do Programa de Integridade em Mercados Emergentes.

Guilherme France

Guilherme é advogado formado pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro, bacharel em Relações Internacionais pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, e é mestre em Direito Internacional pela UERJ e em História, Política e Bens Culturais pela Fundação Getulio Vargas. É consultor do Centro de Conhecimento Anticorrupção.

Isabela Fernandes

Isabela é estudante de economia na Universidade Federal de São Paulo. Ela é estagiária do Centro de Operações e Engajamento da TI.

Mariana Feniman

Mariana é administradora de empresas formada pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo. Mariana trabalhou em um empreendimento social no Mianmar, sudeste da Ásia, focado em empoderamento econômico feminino. É responsável pelo Administrativo-Financeiro da TI.

Nicole Verillo

É gestora de Políticas Públicas pela Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo. Serviu como gerente de Estratégia Governamental da Secretaria de Planejamento e Gestão de Osasco-SP, atuou no IDIS, na AMARRIBO Brasil e na Articulação Brasileira Contra a Corrupção e a Impunidade. É responsável pelo Centro de Apoio e Incidência Anticorrupção.

Conselho

Ana Toni

Ana é diretora executiva do Instituto Clima e Sociedade e sócia-fundadora do Gestão de Interesse Público. Economista e doutora em Ciência Política. Foi presidente de conselho do Greenpeace Internacional, diretora da Fundação Ford no Brasil e da ActionAid Brasil, e membro do conselho do GIFE e do WINGS. É integrante da Rede de Mulheres Brasileiras Líderes pela Sustentabilidade e integra os conselhos da Agência Pública, da Gold Standard Foundation, do Instituto de Tecnologia e Sociedade (ITS) e do Fundo Baobá por Igualdade Racial.

Joaquim Falcão

Joaquim é mestre em direito por Harvard. Mestre em planejamento e Doutor em educação pela Universidade de Genebra. Eleito para a Academia Brasileira de Letras. Professor titular de Direito Constitucional da Escola de Direito da Fundação Getulio Vargas do Rio de Janeiro. Ex-membro do Conselho Nacional de Justiça. Autor de livros como O Supremo e Onze Supremos.

José Ugaz

Ugaz é advogado, professor titular de Direito da Pontifícia Universidade Católica do Peru. Foi presidente global da Transparência Internacional e da Proetica, capítulo nacional da Transparência Internacional no Peru. Serviu como Procurador Ad-Hoc no caso histórico que levou o ex-presidente peruano Alberto Fujimori e uma imensa rede de agentes públicos e privados à prisão por corrupção. Foi membro da Missão de Manutenção da Paz das Nações Unidas e da Missão de Observadores Eleitorais da ONU para El Salvador. Serviu no Gabinete de Integridade Institucional do Banco Mundial.

Karen Hussmann

Karen Hussmann é mestre em Políticas Públicas e Gestão pela Universidade do Chile. É diretora de um programa anticorrupção financiado pela União Europeia na Colômbia. Trabalhou como consultora em governança, acesso à informação, formulação de políticas anticorrupção e capacitação da sociedade civil com U4, GIZ, DFID, UNDP e OCDE, entre outros. Atua há 10 anos na Transparência Internacional e atualmente é membro do conselho internacional da TI.

Samuel Rotta

Samuel é bacharel em Sociologia pela Pontifícia Universidade Católica do Peru. Vice-Diretor Executivo da Proética, capítulo peruano da Transparency International. Ele tem 15 anos de experiência na concepção, implementação e avaliação de programas anticorrupção da sociedade civil. Ele é consultor, palestrante e autor de vários tópicos relacionados à sua especialidade.

Suzana Fagundes

Suzana é Vice-Presidente de Recursos Humanos, Jurídico e Sustentabilidade da ArcelorMittal Brasil e Compliance Officer do grupo no Brasil. Iniciou suas atividades na empresa em 2005 como Gerente Geral Jurídica da empresa. Graduada em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais e Mestre em Direito pela Northwestern University School of Law.